Dormir com o animal de estimação faz mal?

Que o cachorro ou gato ou até mesmo o papagaio de estimação se tornou uma parte importante da família, é fato. 

Dá para perceber isso nos hábitos em casa, sendo a soneca junto com o dono o principal deles.

Ainda assim, surge uma dúvida entre os humanos: afinal, dormir com o bichinho de estimação faz mal às pessoas?

A resposta é não! 

Ter um amigo de quatro patas é sensacional, principalmente quando te faz companhia e está sempre do seu lado. 

Mesmo assim, o tutor precisa cuidar da higiene do pet e estabelecer limites desde filhote. 

Confira algumas dicas para dormir bem com o bichinho:

Higiene do animal

Os animais andam por vários lugares, tanto fora como dentro de casa. 

Uma dica é limpar as patinhas do bicho, principalmente depois de usar a caixa de areia ou do passeio.

Escovar o animal também ajuda na higiene, evita reações alérgicas e a presença de pelos na cama e em sua roupagem. 

Há raças de cachorro e de gato que soltam mais pelos que outras, isso é bem comum e o dono precisa estar ciente disso.

Outro cuidado necessário é levar o animalzinho ao veterinário. 

Estar com as vacinas em dia, além do uso de vermífugos e de anti-pulgas e carrapatos, impede que o pet adoeça e transmita doenças como verminoses, toxoplasmose e diversos parasitas. 

Instruções para dormir no quarto

O animal, por ser irracional, não tem obrigação de saber todas as regras da casa e, consequentemente, do quarto. 

Por isso, o tutor precisa estabelecer limites para que a hora do sono não seja prejudicada.

Um dos principais problemas é a hiperatividade do cão/gato à noite. 

É ótimo e necessário brincar com o bicho, mas o dono tem que determinar que a hora do sono é sagrada, tem que sossegar.

Tem hora que o pet quer fazer suas necessidades e te acorda para abrir a porta para ele, além de você ter que esperar o retorno do animal. 

O sono vai embora e para voltar a dormir demora, ou pior, não te chama e urina na própria cama.

Para evitar esse contratempo, treine seu companheiro para fazer xixi e cocô antes de se deitar. 

Isso já o faz entender que depois disso não pode mais se levantar para ir ao banheiro.

Cuidados específicos

  • Cachorro: 

Os donos de cachorro podem ficar tranquilos, pois dormir com ele não faz mal. 

Isso, na verdade, demonstra amor e lealdade para ele, basta educá-lo para que saiba o que pode e não pode fazer à noite, podendo fazer suas noites tranquilas.

Os cuidados estão mais voltados para o porte do cachorro. Se o cão for grande, uma cama maior é o ideal para o conforto dos dois. Se for pequeno, a atenção deve estar voltada para os movimentos do humano, já que pode machucar o pet sem querer.

  • Gato: 

Assim como o cachorro, um ponto positivo de dormir com gato é que estreita a relação com o dono, aumentando a confiança e o amor do felino. Outro detalhe é que eles atuam como um “despertador” para quem acorda cedo.

Quem é dono de um bichano sabe que eles adoram afofar o local em que vai deitar, o famoso “amassar pãozinho”, só que isso pode estragar o colchão. A solução é manter as unhas cortadas para manter a cama intacta e evitar possíveis arranhões.

Caminha para pet

O único caso que faz mal dormir com bichinho é quando ele se torna territorialista e não deixa o dono se aproximar da própria cama.

O primeiro passo é repreender comportamentos como latidos e rosnados, assim ele evita de “proteger” a cama. 

Caso isso persista, o ideal é comprar uma caminha para o pet, assim estabelece as propriedades de cada um na casa e ainda consegue dormir dentro do lar.